MADEIRA‎ > ‎* FESTA DA FLOR‎ > ‎

FESTA DA FLOR 2019


UM OLHAR Sobre a FESTA DA FLOR


Com o decorrer dos tempos, esta FESTA, tem assumido cada vez maior relevo e aceitação, sendo já considerado um dos mais importantes cartazes turísticos da Madeira, até pela razão desta Região ser muito associado - e com toda a a lógica - à natureza e particularmente às flores.
Esta designada Festa da Flor, integra um conjunto de actividades, ao longo de um período, centrado numa semana, que inclui vários eventos, dos quais se destaca, a animação na Placa Central, com barracas de bebidas, venda de flores, exposição de bordados e artesanato, bem como decorações alusivas à Flor. Nesta oportunidade acontece também a exposição da Flor, que agora acontece na recente Praça do Povo - no espaço conquistado ao mar, após a tempestade e aluvião de 2010 - evento que celebra a flor e o gosto madeirense pelo cultivo de flores, nas casas e quintas regionais e como tal expõe e premeia os melhores exemplares e arranjos florais, constituindo uma mostra sempre muito apreciada e visitada, quer por residentes e turistas. 
Outro evento desta altura é o muro da Esperança, realizado na Praça do Município, onde crianças das escolas da Região, colocam uma flor num painel de verdura, sendo um momento de alegria, festa e emoção.
Também de referir que este ano, na Praça da Restauração foi erigido cenário alusivo aos Bomboteiros - profissão já extinta e que correspondia à venda de artigos regionais, sobretudo, bordado, vimes e frutas, a bordo de canoas, que no mar, junto dos navios de cruzeiros, vendiam os seus produtos, içando-os através de cordas para bordo. 
Contudo, o ponto alto da Festa da Flor será o cortejo, que mediante o tema escolhido em cada ano, vários grupos organizam coreografias, com muitos figurantes e sobretudo com a tónica no elemento floral e este ano subordinado ao tema " Madeira - 600 anos na rota da Flor", alusivo aos 600 anos do descobrimento da Madeira/Porto Santo.

O cortejo da Festa da Flor deste ano (2019) integrou 14 grupos e desfilou ao longo da avenida das comunidades ( antiga avenida do mar), na orla marítima da cidade do Funchal, desde a Praça da Autonomia até à rotunda Harvey Foster ( em homenagem ao primeiro condutor de automóvel na Região) e numa bela tarde soalheira, nesta Primavera eterna, encantou todos os milhares de assistentes, com muitos turistas, nacionais e estrangeiros. O Cortejo deste ano foi o maior até à data, com 14 grupos e 2.000 participantes.
Mas mais do que as palavras e a narrativa mais elucidativa, as imagens retratam mais eloquentemente essa realidade, nas fotos que captei desses eventos e que aqui reproduzo, com a arte, sensibilidade e engenho, que tentei expressar, como é timbre do que faço, da forma mais simples, genuína e pessoal,  para memória futura, neste mundo digital, onde não faltam registos e olhares múltiplos sobre todos os eventos.

* Rui Gonçalves da Silva/ Madeira/Maio 2019



Comments