* FOTO ICÓNICA - Operários nas alturas/ N.Y./1932


Breve história da Foto dos operários na construção do Rockfeller Center -  pausa de almoço nas alturas, numa viga metálica

Esta será uma das mais conhecidas e icónicas fotos da história da fotografia, pela situação que retrata - operários em pausa para o almoço, sentados numa viga metálica, no alto de 256 metros, no topo de um dos edifícios em construção do Rockefeller Center ( Manhattan - Nova Yorque/Estados Unidos) , com a cidade em fundo, uma imagem de arrepiar, pela altura, pela falta de segurança, pelo arrojo, pela vertigem que provoca na sua contemplação.

A foto tirada em plena depressão,mais exactamente a 20 de Setembro de 1932,  revela a inovação da construção em altura, de edifícios tão altos - ditos arranha-céus - onde se trabalhava sem condições de Segurança, num contexto de inexistência de legislação protectora - que felizmente veio a surgir - e sobretudo revela das carências económicas que levavam os trabalhadores a aceitar este tipo de trabalho nessas condições tão precárias.
Esta foto, ao que se conhece, dá conta do trabalho de 11 imigrantes irlandeses, que exerciam este trabalho difícil e perigoso, que implicava vigor, coragem e ausência de vertigens e segundo relato de um, destes trabalhadores " o salário era bom, a questão era de estar disposto aos riscos e a  morrer".

Na época, num contexto de crise e depressão, com acentuada falta de emprego, a necessidade imponha a aceitação de qualquer trabalho, mesmo que não fosse seguro.
Esta foto, de 11 operários sentados sobre uma viga de aço, na pausa de almoço, é uma das mais célebres do mundo, impressiona pelo seu realismo, pelo perigo que demonstra.
Quanto à autoria da foto, não é conhecido o seu autor, tendo sido atribuída a Charles Clyde Ebbejets, que teria a seu cargo as fotos das construção do complexo do Rockefeller Center - que integra 20 edifícios comerciais - sendo também  atribuída a Lewis Hyne, que iniciou a sua carreira fotografando os imigrantes.

A foto em causa foi tirada em Setembro de 1932 e questiona-se se foi autêntica ou corresponderá a montagem, todavia os peritos afirmam da sua autenticidade, de serem verdadeiros operários em obra, além de que, as condições de trabalho em altura, nessa época, seriam como a retratada, ou seja, trabalhadores corajosos, enfrentando o risco, sem condições mínimas de segurança no trabalho, a 256 metros de altura.
Esta foto foi publicada pela primeira vez no jornal New York Herald Tribune em 2 de Outubro de 1932.
Existe cópia desta foto num Pub irlandês ( Pub Whelam - situado em Galway/Shanaglish), oferecida por um familiar de um dos operários irlandeses retratados nesta.
Actualmente o detentor dos direitos de imagem alusivos a esta foto é o arquivo Corbis, que possui o negativo em cristal, adquirido em 1995.

Entretanto o escultor Sérgio Furnari elaborou escultura em tamanho real desta foto, como tributo aos operários e heróis americanos. Esta escultura está instalada em viatura adaptada para o efeito e tem percorrido o País.

Esta importante foto, emblemática e amplamente divulgada pelo Mundo é uma das mais representativas da arte fotográfica, como documento histórico, de um tempo, de uma época e do esforço humano, dos riscos assumidos, na construção das cidades e dos edifícios monumentais, como é o caso do Rockefeller Center, símbolo da América e das grandes cidades, que expressam o esforço, o trabalho e a luta de tantos operários, quase sempre esquecidos e remetidos para a penumbra da história, sem o devido reconhecimento que merecem e que aqui e agora, desejamos homenagear.

Esta é assim uma foto com história, com vida, com sangue suor e lágrimas, que representa um tempo e a coragem destes trabalhadores, como tantos outros, anónimos e esquecidos, que construíram o nosso mundo e tanto do que hoje usufruímos.

* Rui Gonçalves da Silva /Madeira/2018



Comments