* A ARTE‎ > ‎

* KARL BRIULLOV - pintor russo, na Madeira

Vídeo do YouTube

KARL PÁVLOVICH BRIULLOV
- famoso pintor russo , na Madeira ( 1849-1850)
 
 
 
 
Karl Briullov ( ou Bryullov), foi um famoso pintor Russo clássico ( nasceu a 12.12.1799 e faleceu a 01.06.1852) , que deixou um importante e substancial acervo de obras neoclássicas e românticas (na sua maioria expostas em museus de Petersburgo),constituídas por muitos retratos, imagens da vida quotidiana, cenas históricas e paisagens, todas elas reconhecidas pela sua imponência, qualidade e traço genial..
A sua obra mais conhecida e emblemática é " O último dia de Pompeia", que é  uma referência no mundo da arte/pintura, obra que além da sua qualidade, tem uma dimensão significativa ( mais de 30 m2), o que evidencia a  expressão simbólica desta pintura e da sua mensagem.
Foi e é considerado um dos mais distintos pintores europeus do seu tempo.
 
Nesta breve alusão à obra deste importante pintor, queremos destacar a sua passagem pela Madeira ( 2 anos entre 1849 e 1850), a que corresponde ao período designado " período madeirense de Briullov", que integra um conjunto de obras ( paisagens da Madeira e retratos) que são referências destacadas no seu acervo.
 
Dessas obras pintadas na Madeira destaca-se o quadro "Vista do Forte do Pico na Ilha da Madeira" , pintura que ofereceu ao seu médico de então - Dr.António Alves da Silva - e que esteve cerca de 150 anos na Região, tendo sido descoberta em 2000 e então adquirida pela galeria russa Tretyakov,  a Margarida Lemos Gomes, uma vez que esta obra integrava a sua colecção particular.
Outra obra deste período é uma paisagem da Madeira  - onde retrata  uma imagem do quotidiano regional, do Funchal, com o Forte do Pico em fundo, casario, terrenos agrícolas, o transporte do vinho da madeira e o transporte em rede, típico da região.
Outra pintura na Madeira, é " Passeio na Madeira", um pormenor da vida local, com nobres em passeio, a cavalo e transportados em carros de bois e também o transporte em rede.
 
Além destas três pinturas que identificam bem a Madeira, atribui-se a este período, pelo menos, outras cinco pinturas : uma o retrato da família Miussar ( casal a cavalo), o retrato da princesa Bagration, o retrato de M. Abaz, o retrato do Duque Leuchtenberg e uma obra que ainda não terá sido localizada até à data ( Setembro de 2013), o retrato do seu médico Dr. António Alves da Silva.
 
Refira-se que, na sua obra, consta uma importante pintura alusiva a Portugal e à sua história, que é o quadro " A morte de D. Inês de Castro" ( 1834) que está exposto no museu russo de S. Petersburgo e retrata essa cena pungente e dramática.
 
A Madeira tem uma importante história da passagem por esta linda e exuberante Ilha/Região, de muitas personagens célebres, e cada vez mais se acentua o interesse no seu estudo e inventariação, como é o caso do cidadãos russos , como o que  agora anotamos - o pintor  Karl Briullov - e existem crescentes intercâmbios culturais nesse sentido, uma vez que a história é a memória dos povos e por isso há que evidenciar esse passado, valorizando-o, relembrando-o, particularmente às novas gerações, para que não seja esquecido e propicie laços reforçados de solidariedade entre os povos.
 
A memória do pintor russo Karl Briullov, foi enaltecida em recentes conferências realizadas no Funchal, com especialistas nacionais/regionais  e russos, culminando na inauguração a 20 de Setembro de 2013 de um busto deste pintor, no Jardim Municipal da cidade do Funchal, a perpetuar a sua passagem pela Madeira.
Assim  ficará na história da Madeira e de Portugal, a obra deste importante pintor.
 
* Rui Gonçalves da Silva/ Setembro de 2013